Qual é o comportamento de um mercado aquecido?

Square

Entre o final dos anos 90 e o começo dos anos 2000 os computadores pessoais começaram a marcar presença nas casas da classe média brasileira e pouco a pouco os brasileiros foram se informatizando. Junto com o crescimento na relevância da informática na vida das pessoas, as empresas começaram a olhar com atenção para a internet.

A demanda de trabalho era maior do que de profissionais disponíveis, isso gerou uma legião de profissionais formados “no campo de batalha”. Não haviam cursos superiores focados em Webdesign ou Programação para a Internet. “Como passar 4 anos estudando algo que muda de 2 em 2 anos?” era uma frase que fazia sentido numa época em que praticamente não haviam cursos de tecnólogos.

Era na prática que a gente descobria como fazer um site “rodar” bem no IE e no Netscape. Muitas vezes de madrugada.

“O que vocês faziam antes da internet?”
A alta demanda tragou para dentro do mercado web várias pessoas bem dispostas à aprender profissões novas e também profissionais formados em cursos que preparavam para a web, como “Informática” e “Desenho Industrial”, esses mais os publicitários e os micreiros eram a base da maioria das equipes de web no começo dos anos 2000.

Eu já estava no mercado a quase 2 anos, quando um colega perguntou com curiosidade: “o que vocês faziam antes da internet?” as respostas foram bem variadas:

“Eu dava aulas de informática.”

“Eu fazia manutenção de micro.”

“Eu trabalhava no bar com meu pai.”

“Eu era mecânico. Sujo de graxa, embaixo de carro…é uma maravilha estar aqui no ar condicionado, fazendo minas animações em Flash”.

Muitas vezes o mercado e a vida não te perguntam se você está preparado para uma oportunidade. Só lhe resta ter humildade e comprometimento para fazer o seu melhor possível.